Cirurgia para impotência sexual

O índice de ocorrência da impotência sexual é muito grande em homens, chegando a afetar mais de 50% dos homens com mais de 40 anos de idade.

O pior de tudo é que a impotência pode ser o sinal de que alguma outra coisa não vai bem no organismo, sendo precursora de quadros como infarto do miocárdio e AVC.

Embora possa acontecer em decorrência de problemas sérios, a impotência em si não é considerada um problema grave. No entanto, ela pode ter um impacto enorme em diversas outras questões da vida masculina, podendo causar a depressão.

Os tratamentos são muito variados e vão desde o uso de medicamentos ou produtos naturais famosos como o Vialis Plus, até a prática de procedimentos cirúrgicos para que se possa ter uma ereção novamente.

Então, vamos conhecer um pouco mais sobre a cirurgia para impotência sexual.

Cirurgia de prótese peniana

Há mais de 35 ano mercado, a cirurgia de prótese peniana já é bastante conhecida e ganhou visibilidade quando até famosos admitiram tê-la feito.

Obviamente que a realização de um procedimento cirúrgico para a colocação de uma prótese só é indicado como última alternativa, ou seja, quando o uso de remédios não é indicado ou quando os mesmos não surtem mais efeito.

Sem dúvida os medicamentos foram uma enorme revolução no tratamento da impotência. Por isso a cirurgia só é recomendada quando se comprova a ineficiência deles.

Como é o implante da prótese peniana?

O Brasil é um dos países que mais realiza esse procedimento, feito com anestesia local e uma prótese de silicone que é maleável.

Então, o médico cria uma cavidade logo abaixo da pele do órgão sexual, onde vai implantar a prótese de silicone em forma de bastão. Ela é sempre escolhida em um tamanho compatível com o pênis do paciente.

Os nervos do local são completamente preservados, possibilitando que haja reação no momento de estímulo para que uma ereção ocorra.

Com isso, o pênis volta a ter mais rigidez e a firmeza necessária para uma relação sexual satisfatória. O processo de ejaculação também não é comprometido.

Depois que o implante é colocado, o pênis do paciente ficará constantemente enrijecido, mas sempre maleável, podendo ser acomodado para que o volume não apareça.

No entanto, como qualquer procedimento cirúrgico, a colocação da prótese peniana tem seus riscos, incluindo o mau-funcionamento do órgão e fibrose.

Portanto, o ideal é sempre procurar alternativas naturais e sem efeitos colaterais que possam ajudar a resolver o problema.

Para saber mais sobre como funciona a prótese peniana, veja este vídeo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *